"A Informante"

Uma policial luta contra a impunidade e liberdade em um país pós-guerra, 
degradado por atitudes anti-humanas
Lançado no dia 5 deste mês nos Estados Unidos, o drama “A Informante”, dirigida por Larysa Kondracki, chegará ao Brasil em DVD ainda neste mês e deverá agradar aos admiradores das telonas.

Estreando em longas, Kondracki não poderia ter encontrado outra fórmula de iniciar a direção. O filme é baseado em um livro homônimo escrito pela policial Kathryn Bolkovac, interpretada pela atriz Rachel Weisz, que é enviada à Bósnia para a reconstrução do país. Lá ela descobre o tráfico sexual, assunto que baseia o filme.
A atriz Rachel Weisz é famosa por suas aparições em emissoras britânicas e por ter participado dos filmes “Beleza Roubada”, “Reação em cadeia” e Larysa Kondracki. Venceu o Oscar e Globo de ouro de melhor atriz coadjuvante no filme “O Jardineiro Fiel”.
Separada e mãe de uma menina, Kathryn vive em Nebrasca e se dedica ao trabalho. Sofre em ter de viver longe da filha, cuja custódia pertence ao pai, e ter pedido de transferência negado pela organização. Na tentativa de se reerguer financeiramente para viver ao lado da filha novamente, aceita o convite de trabalhar na Bósnia.
No cenário devasto e coberto pela violência da guerra, a policial inicia uma investigação rede de corrupção e tráfico sexual no país, e descobre que o crime envolve a própria ONU (Organizações Nações Unidas).
Bolkovac se revolta contra a impunidade ao ver jovens sérvias escravizadas e abusadas sexualmente por policiais locais da IPTF (Internacional Police Task Force), funcionários da ONU e diplomatas. 

A arriscada investigação coloca a vida da policial em perigo, onde chefes tentam privá-la por meio de ameaças de continuar a missão. No entanto, mesmo com a demissão do cargo, Kathryn continua com os casos e a maneira encontrada para torná-los público é a imprensa: a BBC, de Londres.
A emissora divulga a investigação da policial e ela é absolvida perante aos tribunais, por revelar documentos confidenciais, considerando ter sido demitida injustamente.
“O tráfico humano é uma das industrias criminosas que crescem mais rapidamente no mundo. Estima-se que cerca de 2,5 milhões de pessoas são vitimas de tráfico no mundo todo”
"A Informante" "A Informante" Reviewed by Gabriela Chabatura on 04:52 Rating: 5

Um comentário:

Alex disse...

Gabi Chabatura uma jornalista completa hein hahaha ai sim
parabens!

Tecnologia do Blogger.