"Quero Matar Meu Chefe"

A comédia "Quero Matar Meu Chefe" (Horrible Bosses) chegou aos cinemas este mês. Um filme convencional, mas que consegue atingir facilmente o seu objetivo: arrancar muitos risos do público. A história, que segue a mesma linha de "Se beber, não case!", exige que você embarque nela e esqueça que algumas cenas são irreais. A diferença entre os dois longas fica por conta da pornografia, que é muito mais leve.


Nick Hendricks (Jason Bateman), Kurt Buckman (Jason Sudeikis) e Dale Arbus (Charlie Day) são três amigos que vivem uma situação em comum. Todos sofrem nas mãos de chefes loucos. Um é daquele tipo que não cuida da empresa, quer tudo do mais barato, não liga para os funcionários. Outro é cruel, acha que o funcionário não pode ter vida e que atrasar um minuto é o maior absurdo do mundo. E o último, é uma tarada sexual e abusada. Como fazer para se livrar disso? Demissão não é uma opção válida, então, após muitas doses de álcool eles decidem que vão cortar esse mal pela raiz. Os três decidem procurar ajuda e encontram o ex-presidiário Mother Fuck (Jamie Foxx) que ensina para eles o melhor caminho para eliminar seus patrões.

O interessante é que o filme tem umas viradas durante a trama. Quando você pensa que já sabe o que vai acontecer, acontece outra coisa completamente ao contrário. Isso também vale para o final, por mais que você tente usar sua criatividade, você não consegue imaginar um desfecho ideal.

Porém, o ponto alto da trama são os personagens. O trio principal consegue te fazer esquecer que aquilo é ficção – as piadas são contadas com tanta naturalidade que você se prende cada vez mais na história. Destaque para Charlie Day, o Dale, que consegue fazer não parecer uma insanidade querer matar a Jennifer Aniston porque ela quer transar com você. Aliás, vale dizer: quanto mais velha, mais linda ela fica. É incrível!


O trio secundário consegue ser melhor que os três empregados desesperados. O chefe de Kurt, Bobby, é interpretado por Colin Farrell e ele está quase irreconhecível – a maquiagem está perfeita, você demora alguns segundos para reconhecer o ator. Bobby é um sujeito nojento, que só pensa em sexo, viciado em drogas e que agride verbalmente seus funcionários em tempo integral. Jennifer Aniston é Julia, uma dentista absurdamente linda. Ela é a chefe de Dale, que não consegue outro emprego por causa de um problema com a justiça. Julia é ninfomaníaca e seu novo alvo é seu funcionário, que por sua vez é noivo e esnoba a chefe. Mais os aplausos ficam mesmo por conta do chefe de Nick, Karken, interpretado por Kevin Spacey. Um homem cruel e capaz de qualquer coisa. Kevin está perfeito no papel e é o causador da maior parte das risadas na sala do cinema.


Enfim, um ótimo filme para você ir ao cinema com o namorado, com os amigos e até sozinho, se quiser dar umas boas risadas. Uma dica? Não entre na sala do cinema esperando por um filme que irá mudar a sua vida ou inovar a comédia mundial. Apenas encare as situações, se entregue a trama e as piadas. Dessa maneira, as risadas serão garantidas.
"Quero Matar Meu Chefe" "Quero Matar Meu Chefe" Reviewed by Mayara Munhoz on 22:09 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.