Um Dia (One Day)

Assim como estive ausente aqui do blog, também estive do mundo do cinema. E por isso cometi um grande erro na última semana. Assisti "Um dia" (One Day), sem antes ter lido o livro. Portanto, talvez, o meu comentário aqui não seja o mais fiel que a história merece.

Emma Morley (Anne Hathaway) e Dexter Mayhew (Jim Sturgess) passam a noite de sua formatura juntos - e o dia após ela também. Desse encontro, nasce uma grande amizade que durará por toda a vida dos dois. Juntos ou separados, o filme vai contando o que acontece todo dia 15 de julho - data que eles se conheceram - na vida dos dois por vinte anos.

O formato do filme já é conhecido. Podemos ver esse tipo de história em "De repente amor", "Harry & Sally - Feitos um para o outro" e alguns outros perdidos por aí. Mas três pontos fazem "One Day" ser diferente do que já estamos acostumados a ver.

Primeiro, a Anne Hathaway. O carisma e a beleza da atriz se destacam na trama. Emma é uma mulher bonita que sonha em ser uma escritora e mudar o mundo. Mas tem zero de confiança nela mesmo, completamente insegura e até chata em alguns momentos. Outro fator interessante são as mudanças de visual da personagem. As transformações mostram que Anne consegue ficar bonita com qualquer tipo de cabelo, roupa e estilo.


Depois, a fotografia do filme. Ou melhor, Londres. É como se a cidade fosse um terceiro personagem principal. A fotografia é linda e carregada de imagens que te fazem suspirar com a beleza da cidade inglesa.

O terceiro ponto, hum.. esse eu vou deixar lá para o final.

Além desses detalhes, o que te prende a trama é que não é somente sobre o amor. Ela fala sobre a amizade e sobre o que o tempo é capaz de fazer com qualquer tipo de relação. E em matéria de tempo, o filme mostra que esse é um fator que nem sempre podemos controlar nas nossas vidas. A história desse filme é também uma grande lição de vida. Uma lição emocionante.


Não posso afirmar se Lone Scherfig segue à risca o livro, mas o fato de o próprio David Nicholls ter escrito o roteiro do filme é reconfortante. Claro que está nos meus planos ler o livro em breve, mas por enquanto só posso declarar que a história é realmente muito boa.

"Um dia" está nos cinemas brasileiros e é uma super indicação para quem está de férias e quer curtir algo gostoso. Mas ó, quer um conselho? Leva um lencinho escondido na bolsa, porque as lágrimas serão inevitáveis.


Ah, estava quase esquecendo o terceiro ponto. Preciso mesmo dizer? Jim Sturgess. Ele é o ponto e já faz o valor do seu ingresso valer a pena. Lindo de natureza e com um charme extra que o personagem Dexter exige, Jim está sensacional na trama. Quer mais algum bom motivo? Corre lá, vai...
Um Dia (One Day) Um Dia (One Day) Reviewed by Mayara Munhoz on 20:12 Rating: 5

Um comentário:

Leandro Moreira disse...

Ae, resolveu voltar, heim? O livro, claro, é melhor que o filme, que por sua vez tem Anne Hathaway em mais um momento sublime, hahaha!

Boa dica. Gosto muito desse blog!!

Tecnologia do Blogger.