Rachel McAdams e texto de Tina Fey colocam "Menina Malvadas" muito acima da média

Durante o final de semana eu revi “Querido John” e “Diário de uma Paixão” para escrever sobre os filmes de Nicholas Sparks aqui no blog. O curioso é que logo após essa dupla romântica, passeando pelos canais da televisão, me deparei com “Meninas Malvadas”, na TNT. A comédia estrelada por Lindsay Lohan também tem a participação de Amanda Seyfried e Rachel McAdams, estrelas dos dois filmes citados acima, respectivamente.

A comédia adolescente chegou aos cinemas em 2004 como o novo “As Patricinhas de Beverly Hills” e atingiu seu objetivo. Agradou ao público, foi sucesso de bilheteria e é um dos filmes que mais passam na TV por assinatura. Na época, Lindsay Lohan, que tinha acabado de completar 18 anos, foi comparada a Alicia Silverstone e era uma promessa de grande sucesso. Como sabemos, a garota tem ocupado mais espaço nos noticiários policiais do que nos tapetes vermelhos. Mas, depois de 2004, ela ainda estrelou filmes que conseguiram sucesso, como: “Herbie: Meu Fusca Turbinado” e “Sorte no Amor”.

No filme, Lindsay é Cady. Uma jovem que foi criada pelos pais na África e sempre estudou em casa. Quando os pais se mudam para os Estados Unidos, ela vive a experiência de estudar em um colégio e conviver com os mais diversos tipos de pessoas. Logo de cara ela faz dois amigos, Janis (Lizzy Caplan, que atualmente é Julia na série “New Girl”), uma gótica que todos acham que é lésbica, e Damian (Daniel Franzese, de “Doce Vingança”), um gay assumido. O trio resolve pregar uma peça em três garotas, “As Poderosas” como são conhecidas. As garotas são as típicas patricinhas malvadas, a realeza da escola. O trio é composto por Regina George (Rachel McAdams), a abelha rainha, Gretchen Wieners (Lacey Chabert, de “ONDE?” e da cultuada série dos anos 90 "O Quinteto") e Karen Smith (Amanda Seyfried ). No meio da história, Cady ainda se interessa pelo namorado de Regina George, o gato Aaron Samuels (Jonathan Bennett, de “Doze é Demais 2”).


O roteiro do filme é escrito pela ótima Tina Fey, que também interpreta a professora de matemática da Cady, a senhorita Norbury. Tina Fey merece aplausos tanto por sua atuação como pelo roteiro, que foi um dos principais destaques da crítica na época do lançamento. O diretor é Mark Waters, que um ano antes já tinha feito uma boa parceria com Lindsay Lohan em “Uma Sexta-Feira Muito Louca”. Depois de “Meninas Malvadas”, Mark dirigiu o lindo “E Se Fosse Verdade” e a aventura “As Crônicas de Spiderwick”.


“Meninas Malvadas” rendeu alguns prêmios para suas atrizes. Lindsay Lohan ganhou o prêmio de melhor atriz no MTV Movie Awards e no Teen Choice Awards. Rachel McAdams ganhou como revelação feminina no MTV Movie Awards e foi indicada como melhor vilã. As quatro garotas principais também venceram o MTV por melhor equipe.

Na época, Rachel McAdams ainda era uma revelação, como o prêmio chamou. Mas no mesmo ano ela interpretou Allie, em “O Diário de uma Paixão” e mostrou que já vinha para ficar. Dona de uma beleza estonteante, McAdams é simpática e sorridente. Ela ainda participou de outros hits, como: “Penetras Bons de Bico”“Meia-Noite em Paris” "Para Sempre" - seu novo filme ao lado de Channing Tatum, que está nos cinemas.


Já Amanda Seyfried demorou um pouco para ganhar destaque nas telonas. Depois de várias participações em seriados, seu primeiro grande papel foi no musical “Mamma Mia!”, ao lado de Meryl Streep. Em 2010 ela atuou em dois bons romances, “Querido John” e “Cartas para Julieta”, que também lhe renderam destaque, e que, enfim, parecem ter dado uma posição consolidada de "boa atriz" para Amanda. 


"Meninas Malvadas" é calcado, basicamente, em um texto espetacular e em tons adequados de interpretação que o transformam naqueles filmes que valem a pena ser revistos. E tal tarefa não é nada difícil. Basta ficar ligado nos canais como FOX, TNT e Megapix, que adoram passar este filme várias vezes.

E vou contar um segredo para os leitores do Cinestrela. O meu parceiro de blog, o Diego Iwata, é um fã incondicional dessa comédia. Quando o filme entra no ar, ele para o que estiver fazendo para assistí-lo, sempre. Sabe até algumas falas de cor. E jura que é apenas por ser um grande fã da Tina Fey. 
Rachel McAdams e texto de Tina Fey colocam "Menina Malvadas" muito acima da média Rachel McAdams e texto de Tina Fey colocam "Menina Malvadas" muito acima da média Reviewed by Mayara Munhoz on 18:13 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.