"Nick & Norah: Uma Noite de Amor e Música"

Em "2 Broke Girls", série da Warner Bros., que acaba de encerrar a sua primeira temporada aqui no Brasil, Kat Dennings é Max. Uma garçonete descolada, engraçada e que faz cupcakes. Na série, sua melhor amiga se chama Caroline (interpretada por Beth Behrs) e é completamente atrapalhada. No filme "Nick e Norah: Uma Noite de Amor e Música", Kat Dennings está mais nova e não precisa trabalhar para se sustentar. Mas, sua melhor amiga também se chama Caroline e lhe dá muito trabalho.

Na comédia adolescente de 2008, Norah é filha de um famoso produtor musical que curte grupos indies. Ela estuda na mesma escola que Caroline (Ari Graynor) e Tris (Alexis Dziena) e mantêm uma paixão secreto pelo ex-namorado de Tris - que ela não conhece - mas que grava CDs com músicas que ela adora e que Tris insiste em jogar no lixo. O dono dessas mixagens é Nick (Michael Cera), que não se conforma com o fim do namoro com Tris. Depressivo e trancado em casa há dias, ele passa seu tempo gravando novos CDs e deixando mensagens na caixa postal da ex - e as deletando depois. 

Nick faz parte de uma banda com dois amigos gays assumidos. E é justamente por causa da banda, e de um show marcado há tempos, que ele se vê obrigada a sair de casa em uma noite. Após um péssimo show, com direito a vaias do público, ele ainda vê Tris com seu novo namorado. Mas sua noite muda radicalmente, quando Norah (sem saber que ele é o cara dos CDs) dá um beijo inesperado e pede para que ele finja ser seu namorado por uma noite para fugir da provocação de Tris que a chama de encalhada. Enquanto Tris tem um ataque de ciúmes, o ex/atual de Norah surge, Caroline bebe e se perde, Nick e Norah viajam pela cidade Nova York em busca da banda pop Where's Fluffy?, que fará um show surpresa na cidade.



Uma sinopse meio grande para um filme que conta toda a sua história em apenas um noite. Esse tipo de narrativa costuma ter um ritmo agradável. Quanto dá para se viver em apenas uma noite? É possível duas pessoas se apaixonarem em algumas horas? É isso que Nick e Norah passam a madruga inteira tentando descobrir, além de, claro, onde está Caroline e Where's Fluffy?. O roteiro, adaptado do livro homônimo de Rachel Cohn e David Levithan, se encaixou muito bem no formato filme. Aliás, preciso ler esse livro. É interessante imaginar um livro que conte uma história de apenas uma noite. Se é complicado fazer um filme assim, imagina um livro todo sobre apenas 12, 13 horas?



Como na maioria dos romances, o casal principal é a cereja do bolo. Mas nesse caso, foge um pouco da regra. Não é pela sensualidade entre os dois, pela paixão descontrolada ou pelas loucuras de amor. Esse casal é mais controlado, até meio recatado - talvez, por isso, tenha sido classificado como um romance adolescente. E também por causa da aparência de jovens que Kat Dennings e Michael Cera possuem. Kat começou sua carreira aos 14 anos e não se encaixa nos moldes de beleza física das atrizes mais conhecidas. Ela é um pouco gordinha, mas mesmo assim é linda e sexy. Em 2008, ela já tinha 22 anos e conseguiu passar facilmente por uma garota de colégio, que nunca tinha tido um orgasmo. Com passagens em vários seriados da televisão americana, ela se destacou em "O Virgem de 40 anos" e "A Casa das Coelhinhas", antes de gravar "Nick e Norah". Depois, ela fez "Thor" e é a grande estrela da série "2 Broke Girls".

Michael Cera também surpreende com seu cara de criança. Ele também começou a atuar cedo, aos 11 anos, e é mais conhecido por papéis alternativos, como um galã fora de modo. Seu primeiro grande papel foi em "Superbad - É hoje" e logo em seguida engatou "Juno" e "Uma Noite de Amor e Música". Mas, voltando a Nick e Norah, a química entre os dois é bem interessante. Um casal que se conhece por meio de boas músicas e uma aventura noturna ao lado de amigos nada normais. É uma maneira bem diferente e gostosa de conhecer alguém. Uma daquelas histórias que a gente gostaria de viver e contar para os netos, sabe?



Os atores secundários também merecem destaques. Principalmente Ari Graynor ("Qual Seu Número?"), que vive Caroline. A loirinha passa metade do filme bêbada demais para se lembrar de qualquer coisa que tenha feito e protagoniza uma das cenas mais nojentas que já vi na vida. Mas, faz tudo isso sem perder o charme e a compostura. Alexis Dziena ("Um Amor de Tesouro" e "Quando em Roma") manda muito bem no papel de ex-namorada com dor de cotovelo. Ela passa muito bem para o espectador aquela famosa sensação que dá quando você vê aquela pessoa, que você não queria mais, com outro.

O que menos me agradou foi o trio de amigos gays - e estranhos - de Nick. Aaron Yoo ("Quebrando a Banca"), Rafi Gavron ("Coração de Tinta") e Jonatahn B. Wright ("Rebelde com causa"), ao contrário do restante do elenco citado acima, parece não ter sentido dentro da trama. A impressão que fica é que eles estão lá apenas para transportar Nick e Norah pela cidade - já que o carro amarelo de Nick é um lixo - e bancar os cupidos do novo casalzinho ao mesmo tempo que querem detonar Tris.

Mesmo sendo uma comédia meio diferente, um pouco mais alternativa do que o normal, "Nick e Norah: Uma Noite de Amor e Música" conquistou boas indicações em prêmios voltados para filmes mais adolescentes. Kat Dennings recebeu duas indicações como melhor atriz: MTV Movie Awards eTeen Choice Awards. Ainda no Teen Choice Awards, Michael Cera recebeu indicação como melhor ator e o filme como melhor filme da categoria musical.


Além de boas músicas e um relacionamento cult surgindo em meio a vários problemas, "Uma Noite de Amor e Música" é uma comédia bem gostosa de se assistir. Afinal, quem nunca saiu pela noite e se apaixonou por uma pessoa estranha que conheceu na balada?
"Nick & Norah: Uma Noite de Amor e Música" "Nick & Norah: Uma Noite de Amor e Música" Reviewed by Mayara Munhoz on 11:19 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.