"Solteiro com Filhos" combina roteiro inteligente e um elenco diferenciado

Assisto a um grande número de comédias românticas. Das mais conhecidas até as independentes, que nem são lançadas no Brasil. Além da sensação agradável que esse tipo de filme proporciona, gosto quando alguns poucos e bons filmes acertam no quesito "sinceridade com o espectador", quando o roteiro não tem a pretensão de enganar a platéia, oferecendo uma história sincera e real. Esse é o caso da comédia “Solteiro com Filhos”, lançada aqui no Brasil no dia 1º de junho.

No filme, Julie (Jennifer Westfeldt, de “Beijando Jessica Stein”) e Jason (Adam Scott, da série “Parks and Recreation”) são melhores amigos desde a época do colegial. Vizinhos de prédio, os dois contam tudo um ao outro - até mesmo detalhes de suas relações sexuais. Em comum, eles têm também dois casais de amigos: Ben (Jon Hamm) e Missy (Kristen Wiig), e Leslie (Maya Rudolph) e Alex (Chris O’Dowd), que se casaram e tiveram filhos. Nas reuniões entre os seis, Julie e Jason acompanham o estilo de vida complicado dos casais. Reparam nas brigas, nas bagunças causadas pelos filhos e no constante cansaço. Decididos a encontrar uma maneira de conciliar a paternidade com uma relação feliz, amorosa e saudável – além de poder sair com outras pessoas –, os dois resolvem ter um filho juntos.


Aos poucos vamos acompanhando as mudanças nas vidas de todos. Ben e Missy, que eram conhecidos por faz sexo em todos os lugares, mal se tocam. Leslie e Alex precisam se apoiar no amor que sentem um pelo outro para não deixarem a rotina acabar com o casamento. E os protagonistas Julie e Jason passam a conviver com outras pessoas. Ela conhece Kurt (Edward Burns, de “O Resgate do Soldado Ryan” e “Paixões em Nova York”), um pai bonito, amável e divorciado. Ele se envolve com Mary Jane (Megan Fox, de “Transformers”), uma dançarina gostosa que proporciona transas inesquecíveis. Essas relações despertam o ciúme de Julie e Jason, colocando em teste a amizade dos dois.


Ao ler a sinopse você já sabe que está prestes a ver mais um filme com amigos que acabam se envolvendo, no estilo de “Sexo Sem Compromisso” e “Amizade Colorida”. Assim como nesses filmes, Julie e Jason terão que lutar contra um sentimento diferente do que eles consideravam ser apenas amizade. Saber disso não faz com que o filme perca o seu mistério. Pelo contrário. O desafio passa a ser imaginar como é que o filme vai chegar ao seu inevitável desfecho, já que o roteiro mostra bastante originalidade.

Além de viver Julie, Jennifer Westfeldt  é responsável pelo roteiro e pela direção - sua estreia na função -  em "Solteiro com Filhos". E o resultado é bom. A construção dos diálogos e o capricho de Jennifer na direção estão acima de média para o gênero.

O elenco também faz parte do capricho. Sem membros do primeiro escalão da comédia americana, Jennifer Westfeldt precisou elaborar muito bem os diálogos para chamar a atenção para cada um dos protagonistas. Que souberem aproveitar o bom texto que receberam. A começar pela própria diretora, que vive com Adam Scott o melhor dentre os casais da trama, perfeitamente encaixados ao longo da trama.


O quarteto de amigos já esteve junto em outra boa comédia. Kristen Wiig, Maya Rudolph, Chris O’Dowd e Jon Hamm trouxeram com eles, além de uma boa atuação, o vocabulário politicamente incorreto de “Missão Madrinha de Casamento”, indicado ao Oscar por melhor roteiro-original e por melhor atriz coadjuvante, para Melissa McCarthy. Mas até o palavreado mais pesado parece cai bem no roteiro, aparecendo nos momentos certos, sem exagerar na dose. Os quatro estão ótimos em seus papéis. Com destaque para Jon Hamm e Kristen Wiig. Quem está acostumado a dar risada com a dupla vai se surpreender. Principalmente com Wiig, estrela do programa de humor Saturday Night Live, que interpreta uma Missy infeliz e deprimida com o casamento, com pouco espaço para a comédia.

Gosto sempre de pensar que os filmes também possuem um pouco da vida dos criadores em seus roteiros. Nesse caso, fica ainda mais fácil chegar a essa conclusão. Westfeldt e Jon Hamm são namorados há mais de 15 anos e não possuem filhos. Dá para imaginar que, com o passar dos anos, a casal viu seus amigos se casando e tendo filhos. O filme parece contar um pouco da vida levada por eles. Por isso a dose de realidade e sinceridade da história é tão palpável.


E por essa razão que o filme nos leva a refletir sobre as nossas próprias vidas e as das pessoas ao nosso redor. Todos conhecemos casais que se casaram e não são felizes. Ou que viram uma relação perfeita mudar radicalmente depois da chegada de filhos. Mas, assim como Julie e Jason, todos queremos acreditar que, ao contrário do que o pôster do filme sugere, é possível viver uma relação com felicidade, amor e filhos, simultaneamente. É a combinação de reflexão e um bom trabalho de elenco que faz de “Solteiros com Filhos” um dos melhores filmes de comédia romântica de 2012 até o momento.
"Solteiro com Filhos" combina roteiro inteligente e um elenco diferenciado "Solteiro com Filhos" combina roteiro inteligente e um elenco diferenciado Reviewed by Mayara Munhoz on 12:33 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.