Com Jennifer Garner no elenco, Disney acerta a mão na nova fábula "A Estranha Vida de Timothy Green"

De uns tempos para cá, os estúdios Disney se dividiram em produzir três tipos diferentes de filmes: animações, grandes aventuras de fantasia como “Piratas do Caribe”, “John Carter” e o atual “Oz: Mágico e Poderoso”, e por último os filmes com suas estrelas Disney, como Selena Gomez, Demi Lovato, Miley Cyrus e companhia. Justamente por isso, quando sentei na sala da minha casa acompanhada do meu marido para assistir a “A Estranha Vida de Timothy Green” esperava um filme que se encaixasse em uma dessas categorias acima. Mas fui surpreendida por uma história linda e comovente. Uma fábula simples e inocente como há tempos os estúdios Disney não produziam.

Cindy e Jim são um casal que possui um sonho: ter um filho. Após anos de tentativas e vários exames, eles recebem a notícia de que isso é impossível. Completamente arrasados, os dois resolvem fazer uma lista de características que eles desejavam que seu filho tivesse, colocam dentro de uma caixinha e enterram no jardim de sua casa, junto com o sonho de serem pais dos dois.

 Durante a noite, uma estranha tempestade cai sobre a casa da família e um garoto de cerca de sete anos surge dentro da casa dizendo ser o filho deles, Timothy. Além de estranhas folhas que nascem em suas pernas, Timothy tem uma maneira de amar e de fazer com que as pessoas ao seu redor sintam amor aparentemente inexplicável.

O principal motivo que me fez querer assistir a “A Estranha Vida de Timothy Green” foi Jennifer Garner. Sou fã declarada da esposa de Ben Affleck, que já protagonizou grandes filmes como o ótimo “De Repente 30”, “Juno” e a série “Alias: Codinome Perigo”, que a rendeu um Globo de Ouro. E mais uma vez ela não me decepcionou. Jennifer é Cindy, uma mulher que como muitas outras têm o desejo de ser mãe e acha que está pronta para isso. Quando Timothy entra em sua vida, ela percebe que ter um filho é muito mais do que ela pensava e Jennifer, mãe de três filhos com Affleck, conseguiu transparecer muito bem essa mudança toda na vida de Cindy.


Ao seu lado, interpretando Jim, está o ator australiano Joel Edgerton, que não é muito conhecido, mas já fez bons filmes, como “Rei Arthur”, “Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith” e o indicado ao Oscar “A Hora Mais Escura”. Ele também está ótimo no papel de Jim e encanta como pai e marido. E, claro, que como todo filme que tem uma criança no papel principal, ela é o grande destaque que deixa todo mundo bobo do começo ao fim. CJ Adams (“Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada”) é o lindo Timothy, que é lindo mesmo. Vai dar trabalho quando crescer! Ele parece ter mesmo um lado mágico igual ao do seu personagem. No elenco também encontramos outros nomes conhecidos no mundo do cinema, entre eles: Rosemarie DeWitt, David Morse, M. Emmet Walsh, Dianne Wiest e Ron Livingston.

Apesar do tom de conto de fadas, o filme esbarra em alguns assuntos de mais peso, como o preconceito, o bullying, as dificuldades de relacionamento entre familiares e as dores provenientes da perde de alguém querido. Como toda boa fábula, “A Estranha Vida de Timothy Green” tem uma moral da história, que casa bem com o tom agradável e propositalmente ameno do filme.

Além das boas atuações, o filme tem um grande nome por trás das câmeras. Responsável pelo roteiro e pela direção Peter Hedges. O diretor e sua equipe de produção acertaram a mão também na trilha sonora e nos locais escolhidos para as gravações. A casa em que Jim e Cindy moram é incrível. Peter, aliás, já tinha trabalhado com CJ Adams em “Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada” e já teve uma indicação ao Oscar pelo ótimo “Um Grande Garoto”.


Para quem ainda não viu e ficou interessado em curtir essa nova fantasia da Disney, “A Estranha Vida de Timothy Green” já está disponível em DVD no Brasil e se encontra na programação do NOW, da NET. É uma história feita para toda a família. Daquelas que dá para juntar a mãe, o pai e as crianças no sofá da sala no sábado a tarde com pipoca e refrigerante, sabe?

E para quem ainda não é mãe e quer ser, como é o meu caso, é uma delícia de filme. Confesso que fiz uma listinha com as características que quero que meus filhos tenham. E você? Já fez a sua?
Com Jennifer Garner no elenco, Disney acerta a mão na nova fábula "A Estranha Vida de Timothy Green" Com Jennifer Garner no elenco, Disney acerta a mão na nova fábula "A Estranha Vida de Timothy Green" Reviewed by Mayara Munhoz on 15:53 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.