'Be Somebody - Simples como o Amor' é um filme simples, mas não como o amor

Hoje me deparei com uma agradável surpresa no Telecine logo pela manhã. Fui procurar algo para ver na televisão e estava começando um filme que me chamou atenção pelo nome: Be Somebody - Simples como o Amor. Nunca tinha ouvido falar sobre, mas só pelo fato de ter a palavra amor no título resolvi assistir - é, sou dessas!.

O filme tem dois personagens como ponto central: a estrela do pop Jordan Jaye (Matthew Espinosa) e a entregadora de pizza/artista Emily Lowe (Sarah Jeffery). O mundo dos dois se encontram quando Jordan tenta fugir de fãs fanáticas e pede uma carona para Emily.

Os dois são adolescentes que vivem uma fase bem semelhante, apesar dos mundos tão diferentes. E acho que aí que grande parte do público vai se identificar: as incertezas com o futuro e com que você quer ser. Não, eu não sou mais uma adolescente. Pelo contrário, já estou bem perto dos 30. Mas as incertezas fazem parte da minha vida até hoje.

E a maneira como o filme trata isso, com certa leveza, é o grande charme da produção. Que fique claro que esse não é um super sucesso dos cinemas, é bem simples, mas bem gostoso de assistir. Talvez até te inspire a acreditar mais em você, apostar nos desafios e encontrar maneiras novas de se inspirar - ou pessoas.

Sobre os atores, por conta da minha faixa etária já citada acima, nunca tinha visto nada sobre Matthew Espinosa. Após procurar, descobri que ele é um viner e, agora, ator. Apesar da pouca experiência, o jovem vai bem. Consegue passar a imagem de insatisfação e confusão que seu personagem carrega e unir com um certo charme de galã. Já Sarah, eu conhecia de Descendentes, da Disney - já disse que sou dessas hoje?. A bela jovem vai muito bem e, para mim, é o grande destaque do filme.


Uma curiosidade bem legal sobre o filme. Eu curti muito a fotografia, a maneira como foi filmado e dei uma procurada para ver porque achei tudo tão diferente. E descobri. O filme, que foi filmado em Los Angeles, foi gravado em apenas dez dias e as cenas foram gravadas, em sua maioria, com câmeras nas mãos - sim, aquelas que são seguradas e controladas pelas mãos de quem filma, e não com carrinhos ou suportes. A direção, aliás, é de Joshua Caldwell.

Por fim, Be Somebody - Simples como o Amor é bem o que o título em português promete: simples. Não como o amor, porque não acho que o amor seja simples, mas ok. Mas a boa história do filme nos inspira a acreditar que seja assim e que é sempre possível mudar e crescer, independentemente da sua idade. Assista e se inspire!

'Be Somebody - Simples como o Amor' é um filme simples, mas não como o amor 'Be Somebody - Simples como o Amor' é um filme simples, mas não como o amor Reviewed by Mayara Munhoz on 13:10 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.